Cinco pessoas morreram após ingerirem melão

A última vítima mortal vivia na Austrália.

Cinco pessoas morreram e uma mulher grávida sofreu um aborto depois de terem ingerido melão. A última vítima mortal, escreve o The Sun, é um homem de 80 anos que vivia em Victoria, Austrália.

Estas cinco pessoas morreram depois de comer a fruta que estava contaminada com ‘listeria monocytogenes’ – uma bactéria que pode ser encontrada no solo, na água e em alguns animais, onde se incluem aves e bovinos. Esta bactéria pode crescer em temperaturas muito frias e não sobrevive a temperaturas altas.

De acordo com as autoridades australianas, citadas pelo referido meio de comunicação, “a investigação também confirmou que um aborto está relacionado com a bactéria”.

Já o produtor da fruta garantiu que parou a produção voluntariamente, depois de ter percebido que os melões estavam contaminados.

Todos os melões afetados foram retirados da venda e este incidente levou as autoridades sanitárias a emitirem um alerta, aconselhando as grávidas a evitar comer o fruto, já que são um grupo de risco.